ActiveCampaign

Como quebrar objeções de email marketing e trabalhar com ActiveCampaign?

Guilherme Laschuk
Escrito por Guilherme Laschuk em 10 de dezembro de 2021
Como quebrar objeções de email marketing e trabalhar com ActiveCampaign?
Junte-se a mais de 10.216 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Trabalhar com ActiveCampaign tem nos garantido uma série de benefícios significativos. Poder contar com o suporte e usufruir dos hacks da maior plataforma de e-mail marketing do mundo viraram nosso jogo e possibilitaram a escalabilidade de vários tipos de negócios da nossa carteira de clientes.

No entanto, convencê-los a trabalhar com ActiveCampaign não foi uma tarefa tão fácil assim. Afinal, existem objeções enormes à execução de estratégias que envolvem automação de e-mail marketing, por isso coletamos várias dessas objeções e elencamos as duas mais presentes a fim de ajudar você a contorná-las, quebrando-as com discursos válidos e poderosos. Para conhecê-las, é só continar a leitura desse conteúdo que preparamos especialmente para você.

Quais as principais objeções para se trabalhar com ActiveCampaign?

A seguir abordaremos duas das principais objeções que impedem a adoção de estratégias de automação de e-mail marketing por diversas empresas e evidenciaremos alguns recursos capazes quebrar essas objeções. 

“E-mail marketing não cai na caixa principal! Agora vai tudo para o spam”

Quantas vezes você já ouviu a frase acima? Provavelmente, essa é a objeção-mor daqueles que ainda não conhecem o ActiveCampaign e é a realidade de muitos profissionais. O envio direto para o spam realmente acontece e é uma objeção racional, no entanto, existem formas de driblá-la. 

Antes de tudo você precisa entender: sempre algum e-mail enviado cairá na caixa spam e isso acontece em qualquer ferramenta de automação. O que você pode e deve mudar é a quantidade de e-mails que caem no spam. 

Para isso, além das boas práticas que melhoram a entregabilidade dos e-mails, o ActiveCampaign garante umas das melhores taxas de entrega, garantindo que uma significativa quantidade de e-mails cheguem à caixa de entrada principal da sua lista. 

Muitos fatores estão por trás desse bom resultado, mas os principais deles são a verificação de spam (SpamAssassin) e a estratégia do Suporte do ActiveCampaign que, no momento da instalação, faz com que o novo usuário não invalide o próprio IP e garanta taxas de entrega fora do comum. Além disso, a ferramenta permite configurações como SPF, DKIM e DMARC, que ajudam na entrega do email.

“Já utilizei e-mail marketing, mas minha taxa de abertura era muito baixa”

Segundo um relatório do Super Office publicado no ano passado, a taxa de abertura de e-mail marketing se mantém fixa (pasme) há 14 anos, com média de 22%.

taxa-de-abertura-de-email-marketing

Existem automações com taxas de e-mail significativas, com 40%, 50% de abertura e nós já conquistamos esse tipo de resultado diversas vezes.

Então, se você está no lado oposto, ou seja, o lado daqueles que reclamam da taxa de abertura e performam com 2%, 5%, provavelmente você é o motivo desta taxa ser apenas de 22%.

Apesar de muitos almejarem a casa dos 20%, para nós esta é uma métrica há muito tempo ultrapassada! Veja só o resultado que alcançamos utilizando uma estratégia simples para negócios que não têm uma base de leads quentes. 

Esta primeira imagem a seguir mostra nossa performance sem a utilização de automação de email marketing.

ga-receita-activecampaign

Já a imagem abaixo mostra os resultados após utilizarmos os e-mails dos compradores, por mais que nunca tenhamos nos comunicado com eles por esse canal, para criarmos uma lista e enviar nossos primeiros disparos. Veja só o crescimento expressivo da receita. 

ga-receita-activecampaing

Obviamente, esse resultados foram conquistados via ActiveCampaign e isso se dá muito por conta de alguns recursos inteligentes da ferramenta que permitem a higienização de uma lista importada e o disparo para um determinado lead na hora que ele costuma abrir os e-mails recebidos, aumentando as chances de que aquele conteúdo caia na caixa principal. 

Pronto para quebrar mais objeções e trabalhar com ActiveCampaign?

Os recursos mencionados anteriormente fizeram com que optássemos pela utilização do ActiveCampaign em nossas estratégias de automação de e-mail, mas não foram os que nos mantiveram por lá.

Isso porque ao por a mão na massa e lidar com a ferramenta diariamente, em diversos tipos de negócios, nos deparamos com outras vantagens que fazem a diferença para quem atua como gestor de e-mails, como o Site Tracking e integração nativa com Facebook e outros players. 

Entretanto, existe um fator que para muitos pode ter sido desencorajador ao se trabalhar com automação de e-mail via ActiveCampaign – e nós precisamos ser sinceros em relação a isso: o preço. 

Anteriormente, a assinatura da ferramenta só poderia ser feita com pagamento em dólar, o que acabava encarecendo bastante em relação à concorrência, mas o plot veio aí e agora você consegue adquirir planos por até R$ 30 mensais!

Isso sem falar na possibilidade de descontos ao realizar a assinatura por meio do nosso link de afiliados. Só isso já valeu a sua leitura, hein?!

Bem, esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você a avaliar melhor a ferramenta a partir das principais objeções encontradas para se trabalhar com automação de e-mail. Se quiser entender mais sobre as oportunidades proporcionadas pela gestão de e-mail marketing via ActiveCampaign, acesse este link e entre na lista de espera da comunidade Efeito Active!